Mais uma partida..

 

Ontem, domingo, fez uma semana que enterrámos o meu Avô. Hoje, a minha mãe tem de estar às seis e meia da manhã no aeroporto para ir para a Suiça. Em menos de um mês vi o Mário ir trabalhar para França, o meu Avô partir para nunca mais o ver (nesta vida) e agora vai a minha mãe trabalhar para fora.

Há gente que a censura por isto, mesmo que não o digam directamente... mas que vai ela fazer? Claro que custa deixar-nos, filhos, para ir trabalhar num outro paí. Claro qu custa separar-se do meu pai, por tempo indeterminado. Mas bolas, são 1500€ a mais por mês e fazem falta! Financeiramente, a vida não está bem para quase ninguém e nós encontramo-nos dentro da fatia de prejudicados pela merda da crise...

Eu admiro-a. Admiro-lhe a coragem e a força, pois eu sei que não seria capaz de me separar da minha pequena. 

 

E cá fico eu, com a saída de casa adiada por uns meses. Quero muito ter a minha vida, a minha casa.. mas depois de perder o pai e de a mulher ir embora, o meu pai vai precisar de apoio, assim como a minha irmãzinha (8 anos) e cá estou eu para dar esse apoio.

 

(e visto que a minha princesa só acorda para comer daqui a umas oito horas, vou ali fumar um cigarrinho porque não ou de ferro. Só me apetece chorar...)

By Sara às 00:48 | comentar | favorito