E depois de um dia fantástico

 

passado em Almada, visitas à Alana e à Susana, geladinho no café da rua, viagem de barco até Lisboa e de metro até ao Vasco da Gama onde demos umas voltas, comemos bolinhas de chocolate e comprei um miminho para mim, acompanhada pelo Mário, a Eva e a minha irmã Inês... eis que chego a casa, experimento as minhas leggins e camisola novas toda feliz e contente da vida e ouço um "Ai tens mesmo de usar cinta, não podes andar assim!!!" da boca da minha mãe e irmã.

People, que eu estou com uma barriga saliente e nada bonita sei eu! Eu, mais do que ninguém, vejo que não estou nada bem porque (e olha a novidade...) tenho espelhos em casa! Sou a primeira a dizer que estou mal fisicamente e, apesar de não o mostrar, sinto-me gorda, flácida e horrível. Mas HELLO , tive uma filha há dois meses!

 

"Ah, porque quando vocês tinham dois meses eu já estava muito bem" (mãe). Opá FIXE! Que bom han! Tenho mesmo pena que o meu corpo não seja como o teu e que, ao contrário de ti, tenha de me esforçar para me meter na linha!

 

E sim, eu tento não ligar e não chorar... mas se eu já me sinto uma merda sem precisar que mo digam, guardem as opiniões para vocês ou digam-nas de outra maneira!!!

By Sara às 23:05 | comentar | favorito
tags: